Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Motivação na pesquisa: Uma breve concepção

por Marcos Bila, em 21.08.17

Introdução

Este blog foi criado com o intuito de publicar trabalhos de pesquisas que vou fazendo no ambito da minha formação e outros que fasso por prazer (como este artigo), para tal, cada uma das pesquisas é feita em função duma determinada motivação. O objectivo deste artigo é debruçar sobre a Motivação.

Motivação

Murray (1971) explica que é a motivação que influencia o uso que uma pessoa dá às suas capacidades… o que uma pessoa quer, o que poderá influenciá-la, o que é importante para ela. Se prestarmos atenção nas nossas vidas fora da academia notaremos que a motivação é um aspecto que está presente no cotidiano das pessoas. Ainda podemos constatar que essa motivação (ou desmotivação) influencia nossos pensamentos e comportamentos.

“motivação humana, falamos prontamente de incentivos. Uma forma de caracterizar a motivação humana, que nos parece plausível, é discuti-la em termos de metas ou objetivos" - Cofer (1980)

A motivação pode ser considerada como um fator fundamental no processo de aprendizagem dos indivíduos. Dependendo do grau de motivação, o estudante ou o pesquisador retém um maior ou menor número de informações que acumula. – Murray destaca que a motivação é aspecto determinante no processo de utilização dessas informações recebidas ou coletadas. A mesma relevância da motivação ocorre no processo de solução de problemas e na expressão da criatividade do indivíduo. Assim, A emoção como é um factor intrínseco desse processo, uma vez que o pesquisador é indivíduo dotado de sentimentos e emoções.

Na Academia

O pesquisador precisa descobrir quem é ele mesmo, qual é o objeto com o qual gosta de trabalhar, qual é a motivação da sua pergunta, qual é a importância da resposta que ele busca.

Baptista afirma que só acredita na pesquisa realizada por sujeitos implicados emocionalmente. A autora defende também que há um estreito vínculo entre a produção da pesquisa e o ato de emocionar-se, uma vez que a subjetividade do pesquisador está presente ao longo de todo o processo

Um indivíduo motivado consegue trabalhar melhor em prol do objetivo que deseja alcançar, isto é, ao se motivar, a pessoa ativa o seu cérebro para buscar soluções. Segundo Nicolau, é necessário exercitar o cérebro por meio da inteligência emocional: A inteligência emocional requer que aprendamos a reconhecer e valorizar os sentimentos.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D